quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Diga não às Touradas enquanto Património Imaterial da Humanidade




A Câmara Municipal de Angra do Heroísmo candidatou a Festa Brava da Terceira como Património Imaterial da Humanidade.

Se não está de acordo, proteste enviando o texto abaixo, ou um original, para os seguintes endereços:

bpi@unesco.org,

cnu@unesco.pt,

manuela.galhardo@unesco.pt,

drac.info@azores.gov.pt

bcc: acoresmelhores@gmail.com

Exma Senhora Irina Bokova, Directora Geral da UNESCO

Exmo Senhor Sr. Fernando Andresen Guimarães, Presidente da Comissão Nacional da UNESCO

Ex.ma. Sra. Manuela Galhardo, Secretária Executiva da Comissão Nacional da UNESCO

Exmo. Sr. Jorge Augusto Paulus Bruno, Director Regional da Cultura

Entre 21 e 23 de Outubro de 2010, na ilha Terceira (Açores), decorreu um denominado Congresso Mundial de Ganadeiros de Toiros de Lide. No evento, foram feitos vários apelos para a legalização, nos Açores, de touradas picadas, bem como foi anunciada, pela Presidente da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, a candidatura à UNESCO da Festa Brava da Terceira como Património Imaterial da Humanidade.

Considerando que as touradas para além de não criarem riqueza e de desconceituarem os Açores aos olhos da maioria dos povos do mundo;

Considerando que as touradas em nada contribuem para educar os cidadãos e cidadãs para o respeito aos animais, para além de causarem sofrimento aos mesmos e porem em risco a vida das pessoas;

Eu abaixo-assinado, apelo à UNESCO para que recuse a inscrição da Festa Brava da Terceira como Património Imaterial da Humanidade, o que a acontecer seria um apoio a todos os que naquela ilha pretendem incrementar os maus tratos, através da legalização da sorte de varas e dos touros de morte, e constituiria um autêntico retrocesso civilizacional.

Outubro de 2010

Nome

Local

BI ou Cartão do Cidadão

Um comentário:

Diogo disse...

Defendem alguns que se não fossem as touradas não haveriam touros selvagens. E eu pergunto porquê? Não pode haver reservas para touros e vacas selvagens, tal como existem para tantos outros animais?

O que acontece é que estes gajos são todos umas bestas. Olham para a vida como olham para um prato.