terça-feira, 9 de agosto de 2011

Londres em Chamas... e a polícia evita prender pessoas???

(o título deste post foi alterado porque estava sujeito a interpretações contraditórias com os factos que estão a acontecer)

No primeiro vídeo o reporter diz que a polícia não aparece nos locais onde incidentes acontecem: o chefe de polícia aparece a dizer que não tem forças para tantos eventos... no entanto, reporta-se locais onde incêndios e roubos dão-se por mais de 9 horas sem que a polícia, ou os bombeiros apareçam. Nos outros vídeos vemos a polícia, simplesmente, a retirar, ou a não prender os causadores de tais distúrbios, mesmo com estes ali à mão, atirando-lhes objectos e a provocá-los verbalmente. Tal postura da polícia só poderá significar uma coisa: as ordens são para não prender ninguém!!! É, no mínimo, estranho...








5 comentários:

Anônimo disse...

Acho tudo isto no minímo,brutal...vai contra todas as convicções contemporaneas acerca de direitos sociais e até contraria direitos humanos.

Anônimo disse...

Está enganado. Mais de 500 pessoas já foram detidas.

fonte:
http://www.publico.pt/Mundo/milhares-de-policias-tentam-evitar-nova-noite-de-tumultos-em-londres_1506957

Daniel Simões disse...

É verdade: várias pessoas já foram detidas. Mas nestas imagens vemos claramente as forças policiais a evitar prender as pessoas com atitudes plenamente procadoras: porque será?

Anônimo disse...

Excelso Daniel,

Isso faz-se por vários motivos:

Em primeiro lugar está a segurança dos agentes. Os agentes não carregam em manifestantes antes de assegurarem que têm alguma cobertura por parte dos seus colegas. Isto impede que sejam cercados por exemplo, uma situação em que as coisas podem correr muito mal para eles.

Não é por acaso que quando os polícias enfrentam uma manifestação agem em linhas mais ou menos compactas. Isto evita que sejam cercados. Também nunca carregam sobre uma multidão sem terem uma segunda linha de reserva. O propósito desta segunda linha é tapar os "buracos" que possam surgir na primeira linha, mais uma vez impedindo os agentes de serem cercados pela multidão.

Outro motivo muito frequente que pode levar os agentes a não agir são ordens que tenham nesse sentido. É sabido que a violência gera mais violência. Uma acção policial mais musculada leva a que mais pessoas simpatizem e se juntem à turba para "vingar" aquilo que percepcionam como uma "injustiça" ou como um "abuso". É preciso não esquecer que geralmente, quem está na multidão enfurecida são os vizinhos e os amigos, e que os polícias são completos desconhecidos.

É por este motivo que frequentemente os polícias têm ordens para não reagir a provocações. Têm ordens para só agir em casos de eminente risco para terceiros.

Geralmente, nestas situações, os polícias só identificam os "cabecilhas" dos distúrbios. E estes são presos à posteriori, depois de passar a fase mais violenta. Fazem-no assim para minimizar esta escalada de violência.

Daniel Simões disse...

Prezado derradeiro Anónimo,

faz todo o sentido o que falou, no entanto muitos estão-se a interrgoar porque é que a polícia não está a fazer o suficiente!

No entanto, quero salientar a forma educada como falou: esclareceu o seu ponto de vista de forma civilizada, coisa que alguns anónimos ainda não estão humanamente aptos para o fazer.

Grato pela participação!