terça-feira, 29 de novembro de 2011

Nós podemos mudar o mundo... se nos mudarmos a nós mesmos!!!

7 comentários:

Fada do bosque disse...

Isso vai de encontro à teoria de Hegel... e eu para ser sincera, não sei até que ponto a "essência", o "espírito" e "pensamento puro", têm capacidade para mudar o mundo. aliás, Marx derrubou essea teorias hegelianas e eu pensei que tinha sido para todo o sempre... afinal a História é cíclica.

Daniel Simões disse...

Eu não tenho um espírito, porque eu sou um espírito. A mudança espiritual não segue a tese + antítese = síntese: a verdade espiritual é uma só e só cada um de nós pode descobrir o que nós somos e qual a nossa verdadeira missão na Terra. Quanto mais pessoas estiverem mais próximas disto, mais próxima a Terra se encontra do sistema civilizacional ideal, baseado na Luz, na Paz e no Amor.

Fada do bosque disse...

...E pelos vistos Hegel tinha razão... os espíritos ressuscitam! pelo menos o dele! :)

Daniel Simões disse...

Ainda não estou a compreender bem para onde está a colocar todo o espírito hegeliano: em mim, ou nos acontecimentos do mundo?

Fada do bosque disse...

Nos acontecimentos do Mundo e na forma de pensar da "Nova Religião" New Age. Claro que isto daria para passarmos aqui meses a fazer comentários e não no levaria a lado nenhum... :))
Em si Daniel, seria difícil, não o conheço a esse ponto.

Fada do bosque disse...

Deixo aqui apenas o link da wikipédia:

http://en.wikipedia.org/wiki/New_Age#Organized_religion

Mas é claro que acredito é nisto:

"Para nós o comunismo não é um estado que deva ser implantado, nem um ideal a que a realidade deva obedecer. chamamos comunismo ao movimento REAL que acabe com o actual estado de coisas. As condições desse movimento(devem ser pensadas em função da realidade material) resultam das premissas actualmente existentes."(...)

Marx e Engels in "A Ideologia Alemã" 1945

Porque se estivermos à espera da revolução dos espíritos, podemos esperar sentados.... Algo que os senhores do Mundo acolhem de bom grado. Daí a "nova religião" e se possível, à luz de um sol "verde"


Um abraço, Daniel.

Daniel Simões disse...

Compreendo melhor agora a extensão das suas palavras... e concordo: a evolução espiritual é lenta demais para a exigência de mudanças que a sociedade actual exige. No entanto, é ela a base de um amanhã melhor (por mais longínquo que seja). As religiões da Nova Era têm todas a mesma origem negra, como sabemos e incutem a tal visão do Buda-na-gruta-a-meditar, sem qualquer acção concreta nas mudanças necessárias da sociedade. Ainda assim, o despertar espiritual tem de acontecer (e está a acontecer) para dar um melhor rumo a um novo sistema civilizacional não-nova-ordem-mundial.

Um abraço fraterno!