terça-feira, 14 de agosto de 2012

A EuroGendFor - O Exército Secreto Europeu


No blogue Maré Cinza, em http://marecinza.blogspot.com.br/2012/05/uniao-europeia-nova-urss.html, foi postada uma matéria sobre a Força de Gendarmerie Europeia: uma força para-militar resultante do Tratado EUROGENDEFOR, assinado em Velsen, na Holanda, no dia 18 de Outubro de 2007


feito entre a Holanda, a Espanha, a França, a Itália e Portugal, com o objectivo de esmagar manifestações populares, com pleno poder para agir dentro dos países europeus e dentro de qualquer uma das suas instituições. O site oficial:


Foi com alguma surpresa que descobri que a presidência de 2012 está a ser ocupada pelo Tenente General Luis Manuel dos Santos Newton Parreira, Comandante Geral da Guarda Nacional Republicana portuguesa.O site oficial da presidência:


O site da Assembléia da República declara a Atividade Parlamentar e o Processo Legislativo em


 com a Proposta de Resolução 70/X em:


e cópia do Tratado EUROGENDFOR em:


Em algumas passagens podemos ler:

“visando assegurar todas as funções policiais no âmbito das operações de gestão de crises” 


“força policial multinacional com estatuto militar” 


“o Quartel-General Permanente multinacional, modular e projectável, sediado em Vicência (Itália)” 


“assegurar todo o espectro de missões policiais, por via da substituição ou do reforço, durante todas as fases de uma operação de gestão de crise” 


“Desempenhar missões de segurança e de ordem pública” 


“Monitorizar, aconselhar, orientar e fiscalizar a polícia local no seu trabalho quotidiano, incluindo a investigação criminal” 


“Levar a cabo a vigilância pública, a regulação do trânsito, o policiamento de fronteiras e o serviço geral de informações” 


“Proteger as pessoas e os bens e manter a ordem em caso de alterações à ordem pública” 


“a EUROGENDFOR está isenta de direitos alfandegários e de outras formas de tributação indirecta.” 


“As instalações e os edifícios da EUROGENDFOR são invioláveis no território das Partes. As autoridades das Partes não podem entrar nas instalações e nos edifícios, referidos no número 1 do presente Artigo, sem o consentimento prévio do Comandante da EGF ou, quando aplicável, do Comandante da Força da EGF.” 


“Os arquivos da EUROGENDFOR são invioláveis.” 


“As comunicações endereçadas à EUROGENDFOR, ou recebidas pela mesma, não podem ser objecto de intercepção ou interferência.”

O site do Ministério da Defesa da Espanha também faz referência em:


No site do Ministério do Interior da Roménia, descobrimos que a mesma já aderiu ao tratado:


Neste podemos ler:

“protection of public order and safety, citizens' rights and fundamental liberties, public and private property, crime prevention and detection and other infringements of laws into force, as well as protection of State's fundamental institutions and countering of terrorist acts.”

Um poder bélico acima dos próprios governos civis e militares de cada nação, podendo agir fora da Europa, em locais como a Bósnia, Afeganistão, ou Haiti.


São os mecanismos típicos de uma intenção totalitarista, ferramentas que auxiliarão a criar a Lei Marcial de forma rápida e eficiente. Maior parte do povo europeu não entende, mas estamos à beira de viver uma tirania continental difundida em diversos países e organizada de uma forma tecnológica como não há memória.

Para entender melhor esta força, consultar o documento:


Podemos também encontrar mais informações e reflexões no Forum Oficial do Wikileaks


Alguns vídeos, mas só um em português (silencio quase absoluto):





Nenhum comentário: