quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Portugal - O Teu Momento Chegou!

Foto: Carlos Augusto Mendes


É o Estado, com seus mecanismos alimentados pelos impostos, que deve servir o povo português e não o contrário! O Estado existe para nos servir e não para fazer do povo o seu escravo, alimentando estilos de vida exorbitantes e ilógicos daqueles que ocupam as cadeiras políticas, não de poder, mas de maior serventia. Chegamos, finalmente, ao ponto de transição: ou Portugal se transforma numa nova e desperta nação, ou irá afundar-se na mais profunda miséria material, cultural e espiritual! Guerra civil? Duvido: tornamo-nos um povo inerte demais para executar tamanho esforço!
Agora, Portugal ainda vive na ditadura!
Verdadeiramente, nunca saímos dela: o 25 de Abril de 1974 não passou de uma enorme peça teatral explorada pela elite política e bancária nacional para conduzir o país na direção exigida pelos interesses de grupos bilionários internacionais. Precisamos compreender que somos:

Um país subjugado aos interesses internacionais
(Direito internacional)
1. As normas e os princípios de DIREITO INTERNACIONAL geral ou comum fazem parte integrante do direito português.
2. As normas constantes de CONVENÇÕES INTERNACIONAIS regularmente ratificadas ou aprovadas VIGORAM NA ORDEM INTERNA após a sua publicação oficial e enquanto vincularem internacionalmente o Estado Português.
3. As normas emanadas dos órgãos competentes das ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS de que Portugal seja parte VIGORAM DIRECTAMENTE NA ORDEM INTERNA, desde que tal se encontre estabelecido nos respectivos tratados constitutivos. 

... onde funciona um perigoso sistema de poder centralizado de informação, sobre o qual, maior parte dos portugueses nem faz a mínima idéia existir e que as suas vidas estão, detalhadamente, inseridas nele...

A Centralização de Poder em Portugal e as Tecnologias de Controle incluídas no Plano Tecnológico do QREN (Quadro de Referencias Estratégico Nacional)
A criação de um centro de informação como o CSIC (Conselho Superior de Investigação Criminal) e a subjugação das forças policiais a um SGSI (Secretário Geral para a Segurança Interna) que só tem de dar satisfações ao primeiro-ministro, estão a gerar grande polémica

Liberdade = 0 <> Criminalidade = 0 ... e o Sistema de Controle em Portugal
O investimento na eficácia contra o crime em Portugal é liderado por multinacionais, que aplicam novos métodos tecnológicos de prevenção ao crime, conjuntamente com o gerenciamento de informação pública, privada e governamental, o que torna o panorama, realmente, assustador. Este gerenciamento de informação tem de ser registado na CNPD (Comissão Nacional de Protecção de Dados): esta é a entidade oficial portuguesa que trata toda a informação armazenada em base de dados, apesar da mesma ser gerida pelas ditas empresas.

... com um governo manipulado, a nível nacional, pelo...

O Poder da Maçonaria em Portugal
Em Portugal a influência da maçonaria está a ser descoberta

A Maçonaria Controla os Partidos Políticos em Portugal
Os partidos políticos funcionam como máfias e estão a levar Portugal à bancarrota económica pela segunda vez na História de Portugal

Apesar de...

Mais Um Grande Sinal de Censura em Portugal em Prol da Nova Ordem Mundial
Se ainda havia algum pudor, deixou de haver: um jornal assume às claras que se rege por critérios de oportunidade (políticos por excelência) e não exclusivamente por critérios jornalísticos.

Jornalista da Agência Lusa Demitida pela Actual Ditadura Portuguesa
Demissão polémica da jornalista Sofia Branco

Portugal - Polícia está a praticar métodos de sistema ditatorial
Myriam Zaluar vai a Tribunal por distribuir panfletos e efetuar uma inscrição coletiva no Centro de Emprego

Portugal - A tirânia bate à porta do vizinho...
A realidade das práticas policiais está muito aquém das legislações e dos princípios constitucionais, supostamente, em vigor. É inadmissível o que está a acontecer em Portugal com algumas pessoas

Repressão Polícial em Portugal está a começar!!!

...ainda não compreendemos que...

Demissão do Governo não é Solução
Uma revolução não se faz só com manifestações, mas, acima de tudo, com muito estudo, pesquisa e conversa com outros estudiosos e pesquisadores

ATENÇÃO ATENÇÃO PORTUGAL!
As pacíficas manifestações populares e/ou sindicalistas que estão a ser organizadas em Portugal contra o actual sistema elitista e corporativo multinacional, correm o risco de serem infiltradas por agentes policiais e governamentais à paisana com o intuito de criar distúrbios que justifiquem a opressão policial e estatal até às últimas consequências

Houve um país que ainda procurou avisar-nos...

Portugal é Avisado no Jornal Irlandês 'Independent'
Portugal, aproveita enquanto podes porque a realidade estará à espera para irromper novamente quando toda a diversão desaparecer

...mas ainda assim, perante o silêncio e passividade da população...

FMI entrega 1,48 mil milhões e anima Lisboa a cumprir défice de 4,5 por cento

Os 3 Fs: FMI, Falência e Falsidades

Para transformar os mecanismos de Estado em algo que funcione ao serviço da população portuguesa - invés de ser a população portuguesa que funcione ao serviço do Estado - precisamos, primeiro de tudo, estudar para compreender que, para erguer um Novo Portugal, uma Nova Nação que caminhe numa direção mais equilibrada e harmoniosa (em oposição ao caminho empurrado pela Nova Ordem Mundial que tiraniza o planeta), precisamos começar a agir de dentro para fora! Ou seja, de dentro do sistema para fora do sistema! E utilizar os tais mecanismos de Estado com iniciativas inteligentes e eficazes como esta:

Inédito: Apresentada queixa crime contra políticos responsáveis pela perda de soberania de Portugal

Está claro que só uma acção isolada pouco, ou nada, irá mudar. 
É preciso União de várias acções inteligentes.
Portugal: o teu tempo chegou!

É a Hora!

Nenhum comentário: